Blog Soulog

Diversidade: Humanização e Estratégia

Diversidade

Diversidade e Inclusão deveriam andar lado a lado, mas nem sempre é a realidade. Afinal é ainda um tabu, não porque queremos, mas porque o desconhecido ainda torna este assunto muito complicado para as pessoas e, consequentemente, as empresas.

O que é diversidade? De acordo com o dicionário, o conceito de diversidade é definido como “um substantivo feminino que caracteriza tudo aquilo que é diverso, que tem multiplicidade”, ou seja, é tudo aquilo que apresenta pluralidade e que não é homogêneo.

O que é inclusão? Inclusão é o ato de incluir e acrescentar, ou seja, adicionar coisas ou pessoas em grupos e núcleos que antes não faziam parte. Socialmente, a inclusão representa um ato de equidade entre os diferentes indivíduos que habitam determinada sociedade.

#1: Humanização

Vamos começar do começo, quando a gente fala sobre diversidade, era comum falarmos sobre minorias, mas quando falamos de mulheres e negros, sabemos que não estamos falando da minoria da população. Então porque, a imposição social, seja pela falta de mulheres e negros em cargos diretivos ou em propagandas é realidade? Bom, resumidamente é histórico e pela falta de oportunidades cíclicas, mas a história está mudando.

Se antes tínhamos propagandas só com pessoas brancas, com corpos esculturais e dentro dos padrões considerados beleza. Agora, temos mulheres, mesmo que em animação, possíveis, reais, bem humoradas e até pouco ponderadas como eram antes. Se antes o sorriso tímido era o valorizado, hoje a Dai gargalha em suas fotos mostrando os molares lá no fundo da boca o que parece muito mais aconchegante para gente que gargalha com as amigas é quer rir dos nomes “diferentões” dos esmaltes atuais.

Dailus anuncia assistente virtual “DAI” - ADNEWS
Imagem de Divulgação da Dai, da marca Dailus.

E mais uma maravilhosa é a Nat da Natura, com sua barriguinha marcada por uma gordurinha localizada real e possível, que representa uma marca já muito amada, mas que ao mesmo tempo dá oportunidade para olharmos para nós de forma verdadeira.

Nat Natura on Twitter: "Botando meu maiô novo e meu corpo de sempre pra  jogo 💚 Corpo de praia é o meu, o seu e o de todo mundo! #corpolivre… "
Imagem de Divulgação da Nat da Natura

Olha, se você que lê, não consegue sentir um afagozinho no coração por isso, calma que tem mais!

Veja mais artigos sobre consumidor no link. Entender como as mudanças de comportamento influenciam nas decisões de compra e nos relacionamentos com as marcas é fundamental.

um homem com óculos escuros tateando

#2: Tecnologia

Quando a gente fala de diversidade e tecnologia, precisamos falar sobre acessibilidade para pessoas com deficiência, por exemplo. Ser diverso é promover que todos possam desfrutar de algo, tirando as limitações. Quando a gente fala de acesso, preciso considerar que há pessoas que precisam de recursos especiais, por exemplo, a tecnologia assistiva.

Há necessidades universais e necessidades individuais, o mais importante é saber o que é preciso para que a maioria se sinta confortável, apto e tenha as mesmas oportunidades.

Nada mais claro que esta imagem para ilustrarmos equidade:

Você sabe a diferença de equidade e igualdade de gênero? – Programa ELAS
Imagem retirada de programaelas.com.br

O que é equidade? Equidade consiste na adaptação da regra existente à situação concreta, observando-se os critérios de justiça. Pode-se dizer, então, que a equidade adapta a regra a um caso específico, a fim de deixá-la mais justa. Ela é uma forma de se aplicar o Direito, mas sendo o mais próximo possível do justo para as duas partes.

fundo verde, pessoas rindo de várias etnias, mulheres e homens, todos jovens.

#3: Seja uma alma, tocando outra alma

Para embasar as ideias, compartilho uma das mais célebres e poderosas frases do grande psiquiatra e psicoterapeuta Carl Jung. “Conheça todas as teorias, domine todas as técnicas, mas ao tocar uma alma humana, seja apenas outra alma humana.”. Aprendi isso quando tive contato com a acessibilidade e, como Carl Jung, sendo humilde, eu digo isto, porque antes de saber ou empregar qualquer coisa sobre o assunto, o mais importante é perguntar se a sua ação ou atitude ofende a outra pessoa, porque cada um vive uma realidade e, nem sempre o que está escrito em regras é o que vai tornar você respeitoso ou cauteloso.

Então, primeiro, convidamos você a pensar sobre o assunto.

Conhece a Soulog? Fale com a gente! Veja outro artigo sobre experiência do cliente e mais aqui.

#vemprasoulog #fulfillmentévida

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WeCreativez WhatsApp Support
👋 Olá, como podemos ajudar?
Rolar para cima